FUTEBOL: Benfica 1 – 2 Nápoles (Liga dos Campeões 2016/2017 – Resumo e golos)

FUTEBOL: Benfica 1 – 2 Nápoles (Liga dos Campeões 2016/2017 – Resumo e golos)

Apuramento, mas… A passagem do Benfica aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões faz-se com as devidas reticências. Apesar de ter feito história, ao apurar-se pela primeira vez em duas épocas consecutivas na fase de grupos, a equipa de Rui Vitória precisou do auxílio vindo de Kiev para conseguir o feito.

Com a derrota em casa diante do Nápoles, num jogo em que o resultado de 1-2 foi melhor do que a exibição, os encarnados não só deixaram escapar o 1.º lugar no Grupo B, como selaram a participação na fase de grupos com o pior registo de golos sofridos (10 golos), agravando o seu registo de resultados.

O Benfica não perdia em casa há 17 jogos, desde 12 de fevereiro, quando o FC Porto venceu na Luz por 1-2, e somou a segunda derrota consecutiva, depois de perder na última sexta-feira, diante do Marítimo (Liga). Esta é a segunda sequência de dois desaires consecutivos desde que Rui Vitória assumiu o comando técnico das águias em 2015/16. A anterior aconteceu em outubro do ano passado, quando à derrota (2-1) em Istambul diante do Galatasaray se somou um desaire caseiro bem mais pesado no dérbi com o Sporting (0-3).

Curiosamente, no próximo domingo o Benfica volta a receber o Sporting num dérbi em que se joga a liderança da Liga.

A verdade é que perdendo o Benfica ganhou. E conseguiu a quinta passagem à fase seguinte da Liga dos Campeões e a segunda pela mão de Rui Vitória (depois de Artur Jorge em 1994/95, Ronald Koeman em 2005/06, e Jorge Jesus em 2011/12).

Um apuramento garantido com 8 pontos e à boleia do Dínamo de Kiev, que na Ucrânia não só evitou o triunfo do Besiktas – que seria letal para as aspirações benfiquistas – como goleou por 6-0 a equipa de Quaresma e Aboubakar (expulso, tal como Beck).

Ao 21.º jogo esta temporada, os turcos perderam pela primeira vez, mas com estrondo e prejuízo, e os ucranianos, já eliminados e sem aspirações, conseguiram a sua maior vitória de sempre na Liga dos Campeões e a segunda maior em toda a sua história da UEFA (depois dos 8-0 ao Barry Town em julho de 1998, na fase de qualificação).

Fonte: MaisFutebol

1 comentário a “FUTEBOL: Benfica 1 – 2 Nápoles (Liga dos Campeões 2016/2017 – Resumo e golos)

  1. Pingback: FUTEBOL: Légia Varsóvia 1 – 0 Sporting (Liga dos Campeões 2016/2017 – Resumo e golos) | Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *